Filhos gêmeos: Dicas e cuidados

0 108

É comum ter dúvidas em relação às peculiaridades de se ter filhos gêmeos. Muitas mulheres não sabem como fazer para engravidar e quando se tornam finalmente mães não sabem como se adaptar a essa realidade. 

Conciliar maternidade com a rotina nunca foi uma tarefa fácil. E o que fazer então quando se está grávida de mais de um filho? Como funciona esse processo desde a gestação? 

Para responder essas e outras tantas perguntas, vamos citar algumas curiosidades sobre o tema e lhe oferecer dicas preciosas para que você saiba como curtir esse momento da melhor forma.

Quem pode ter gêmeos?

Qualquer mulher tem chances de ter filhos gêmeos, mas há fatores que contribuem para que esse evento aconteça. O que vai influenciar mais nesse caso é a genética, pois, se há um ou mais casos na família, o número de chances aumenta. 

Outra questão que deve ser levada em conta é a idade. Mulheres de 35 anos a 40 anos têm mais possibilidade de ter gêmeos, já que nessa faixa etária há o aumento da produção de hormônios e de óvulos por vez. 

Também é mais provável engravidar depois que a mulher deixa de tomar o anticoncepcional. Isso ocorre devido ao corpo ainda estar em fase de adaptação nos 3 primeiros ciclos sem a medicação. Assim, há mais chance de liberar mais de um óvulo. 

Qual a probabilidade de gêmeos?

Segundo uma pesquisa realizada pela Rede Latino-americana de Reprodução Assistida (RedLara), a probabilidade de ter filhos gêmeos naturalmente é de 1 a cada 80 nascimentos, o que corresponde a 1,25%. Já no caso de tratamentos de reprodução assistida, a estimativa aumenta para 32,3%. 

As chances de acontecer gestações de gêmeos também têm relação com a idade. A Society for Assisted Reproductive Technology (Sart) recolheu dados de diversas clínicas de reprodução assistida dos Estados Unidos e chegou aos seguintes dados.

Possibilidade de engravidar com fertilização in vitro:

  • 30 anos – 40%;
  • 35 anos – 33%;
  • 40 anos – 21%.

Tipos de filhos gêmeos 

Existem diferentes tipos de gêmeos. Os univitelinos ou monozigóticos são chamados de idênticos por resultar da fertilização de um óvulo. Eles possuem características físicas parecidas e se diferenciam de acordo com a interferência do fator ambiental apenas. 

Já os bivitelinos ou dizigóticos são gerados a partir da fertilização de dois óvulos por dois espermatozóides diferentes. Por conta disso, eles não são geneticamente iguais e podem ter o sexo diferente. 

Para  o especialista em Medicina Fetal, Gustavo Steibe, é importante também saber o número de placentas durante a gestação, pois quando os fetos compartilham a mesma podem ocorrer complicações, como a Síndrome da Transfusão Feto-Fetal. 

Em relação à anatomia, podemos ter 3 tipos de gêmeos:

  • 1 placenta e 1 bolsa (obrigatoriamente idênticos);
  • 1 placenta e 2 bolsas (obrigatoriamente idênticos);
  • 2 placentas e 2 bolsas (podem ser idênticos ou não).

Como engravidar de gêmeos?

É possível engravidar de gêmeos de forma natural ou com o uso de algum tratamento de fertilidade. Vamos citar alguns dos métodos mais utilizados. 

1. Fertilização in Vitro

É uma técnica de reprodução assistida que consiste em fertilizar os óvulos em um laboratório e depois transferir os embriões para o útero materno. Para realizar o método, é feita a coleta dos óvulos da mulher e do esperma do parceiro. 

2. Inseminação Artificial

O tratamento tem como objetivo escolher os melhores espermatozóides para serem colocados no útero da mulher no período da ovulação. Os ovários da mulher devem ser estimulados para esse procedimento com o acompanhamento do médico. 

3. Gravidez com gametas ou embriões doados

Esse tipo de procedimento é realizado com casais que não possam gerar um embrião próprio, sendo feita a doação de óvulos, sêmen ou embriões congelados. Neste caso, não se pode conhecer o doador.

Gravidez de filhos gêmeos

Durante a gravidez, a mãe pode sentir náuseas, dor nas costas, inchaço, azia, aumento de pressão, anemia e diástase do músculo abdominal. A gestação exige muita atenção, principalmente se for monozigótica, pois os fetos compartilham da mesma placenta. 

O pré-natal precisa ser bem rigoroso e é importante que as mães sigam algumas instruções.

Cuidados durante a gestação

1. Acompanhamento médico constante; 

2. Controle do peso e da alimentação com orientação especializada;

3. As ultrassonografias precisam ser mais frequentes;

4. Controle do comprimento do colo do útero durante as ultrassonografias;

5. Avaliação para a necessidade de fisioterapia e dor nas costas e acompanhamento de risco de trombose. 

O que é herança genética e gemelaridade?

A herança genética é a transmissão de características de pais para filhos, ao longo das gerações. Já o termo gemelaridade se refere ao desenvolvimento simultâneo de mais de um feto, ou seja, é a gestação de gêmeos.

Qual seria então a relação entre herança genética e gemelaridade? A gravidez de gêmeos dizigóticos ou não idênticos está ligada à herança familiar. 

Dessa forma, as mulheres da mesma família podem liberar dois óvulos em um mesmo ciclo. Caso os óvulos sejam fecundados por dois espermatozóides, serão gerados dois embriões diferentes.   

É possível escolher o sexo de gêmeos?

Não é possível esse tipo de escolha. É contra a lei selecionar o sexo por meio da fertilização in vitro ou algum outro procedimento. 

O Conselho Federal de Medicina (CFM), por meio da Resolução n°2.168/2017 determinou crime escolher características ou sexo dos bebês para métodos de reprodução assistida. Apenas pode ser escolhido no caso de evitar doenças ligadas ao sexo. 

Cuidados com filhos gêmeos

Uma dúvida recorrente é se há contraindicação para amamentar os bebês ao mesmo tempo. A pediatra e neonatologista do Hospital e Maternidade São Cristóvão, Claudia Fenile, explica que não há problema. 

Ela alerta para prestar atenção na posição dos bebês e na postura da mãe enquanto amamenta. É importante estar com a coluna reta e se possível usar uma almofada para apoiar os bebês perto dos braços. 

Também é indicado que a mãe deixe esvaziar uma das mamas primeiro, pois, nos 15 primeiros minutos, o leite é composto por água, vitaminas e sais minerais. Depois desse período, este alimento 100% natural passa a ter maior teor de gordura e sacia o bebê.  

Dicas para facilitar a rotina em dobro

1. Estabeleça uma rotina para que os filhos tirem as sonecas no mesmo horário;

2. Escreva as tarefas que fazem parte da rotina com os bebês (horário de mamar, tomar banho e trocar fraldas, por exemplo); 

3. Mantenha a postura correta durante a amamentação para não sobrecarregar a coluna;

4. Deixe que o bebê esvazie uma das mamas antes de alternar o peito;

5. Tenha sempre uma garrafa de água por perto para a mãe durante a amamentação, pois dá sede;

6. Solicite o apoio de familiares para não sobrecarregar tanto; 

7. Estimule o companheirismo entre os irmãos desde cedo. 

Depois de todas essas dicas e explicações, não há dúvidas de que é possível cuidar de filhos gêmeos de forma mais leve se forem tomadas as precauções necessárias.

Os cuidados vão desde o período da gestação, assim como em qualquer gravidez. A diferença é que o carinho vem em dobro e o amor também. 

Quer saber como lidar com os filhos? Confira 11 dicas para lidar com a mentira dos filhos na adolescência.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.