Chapéu o estilo que as mulheres amam

0 271

Um dos acessórios de moda que nunca sai de cena é o chapéu. Seja para proteger dos raios solares ou para compor um look ele sempre está presente.

Um item que já foi conhecido por ser um sinal de poder hoje já é um acessório do dia a dia de algumas mulheres, assim é possível vê-lo fazendo a cabeça de muitas mulheres. As mulheres que gostam de acompanhar a moda e estar sempre por dentro das tendências continuam usando vários deles.

Pois é, o chapéu é o queridinho de muitas mulheres seja com uma boina para dar charme no inverno ou um chapéu de palha personalizado para usar na praia lá estão eles. Continue lendo e saiba mais sobre esse acessório que as mulheres amam.

A história do chapéu

Derivada da palavra em latim “capucho”, chapéu significa peça para cobrir a cabeça. Pesquisas afirmam que os primeiros modelos de chapéu tenham surgido a cerca de 2 000 anos a.C. e eram usados por gregos como uma forma de proteção ao sol durante suas viagens.

Nessa época o chapéu usado foi o “PÉTASO” um chapéu de copa baixa e abas largas que foi usado na Europa por toda a Idade Média (de 476 a 1453).

Os chapéus começaram a tomar forma já no renascimento e foi aí que eles passaram a ser itens relevantes para a sociedade. Com o passar dos anos surgiram os turbantes, as tiaras e as coroas como símbolo de status social. Alguns deles permanecem sendo usados até hoje para algumas profissões como soldados, marinheiros, etc.

Os chapéus eram usados como símbolos para distinção social e na maioria das vezes eram usados apenas em ocasiões formais.

A evolução do chapéu feminino ao longo das décadas

Os chapéus são itens clássicos que não saem de moda. Inovando ao longo dos anos ele permanece uma tendência que as mulheres amam. Entre os séculos 17 e 20, o chapéu, quanto mais enfeitado mas, ele conferia status a mulher que o usava.

Já em 1910, começaram a ser confeccionados chapéus com estilos menos extravagantes. Confira os principais modelos que marcaram época.

1900

A principal referência desta época na Inglaterra são os luxuosos chapéus decorados com plumas, rendas e flores chamados por Coco Chanel de “ninho de pássaros”.

Já nos Estados Unidos a tendência eram os chapéus altos, fixos nos cabelos em um penteado conhecido como pompadour.

1920

A marca da época era os cabelos curtíssimos e um modelo muito usado nesse período era os chapéus cloche, que era justo e enterrado entre os olhos. Estrelas de cinema da época foram as grandes influenciadoras dessa moda.

1930

Em 1930 a indústria dos chapéus direcionou seus olhares para o início do século e trouxe de volta alguns modelos mais elaborados. A atriz andrógina Greta Garbo lançou tendência seu chapéu fedora. Um modelo que era conhecido por ser usado apenas por homens.

1940

Em 1940 a moda feminina incorporou modelos como a boina que compunha até então apenas trajes militares. Modelos vitorianos como o cartwhell (chapéu de abas largas enfeitado com flores). Nesta época também surgiu o pillbox, modelo circular que cobria apenas o topo da cabeça.

1950

Na década seguinte o chapéu já era um acessório usado diariamente pelas mulheres e já era possível encontrá-lo em uma enorme variedade de estilo: grandes, pequenos, confeccionados em palha ou feltro, enfeitados com flores, pérolas e fitas. Os principais modelos usados eram:

• flying sauce;

• collie;

•bucket:

• half hat;

• fascinator;

1960

A chapelaria de 1960 traz releituras dos principais modelos usados nas décadas anteriores. E os sucessos são o flying saucer de Givenchy para o filme, bonequinha de luxo e os pillbox para Jacqueline Kennedy.

1970

Os anos 70 foram marcados por toucas de crochê e chapéus de abas longas chamados de floppy que compunham o estilo “hippie”. O chapéu floppy também foi muito usado por noivas da época.

1980

Em 1980 o que chamou muita atenção das mulheres da época era o estilo usado pela princesa Lady Di ela usava chapéus que estivessem em harmonia com as cores de suas roupas.

1990

Os anos 90 marcaram o retorno do chapéu bucket. Desta vez popular entre homens e mulheres.

2000

A febre os anos 2 000 foram as boinas de abas largas confeccionadas em diferentes materiais. O chapéu floppy também ressurgiu para compor looks no estilo boho.

2010

Já em 2010 o estilo hipster reinventou a estética dos chapéus usados na década de 70. Assim os chapéus floppy, os gorros em tricô oversized, e os chapéus panamá (semelhante ao modelo fedora, mas confeccionado em palha) são os acessórios marcantes da moda urbana.

Como vimos o chapéu se popularizou primeiro como uma forma de aquecer a cabeça em dias frios ou para proteger nos dias de sol. Há muito tempo ele deixou de ser usado para essas duas funções. Hoje em dia ele compõe qualquer look.

Com inúmeros modelos no mercado não é à toa que ele é amado pelas mulheres. Com certeza existe um modelo que combine com você. No Brasil o uso de chapéus não é tão comum. Por isso algumas mulheres se sentem intimidadas. Mas não deveriam! Se você quer adotar o acessório em seu guarda-roupa, busque o seu preferido e faça isso.Se você gostou deste conteúdo deixe seu comentário e me conte como ele te ajudou. Até a próxima!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.